Análise: UFC 141 – Lesnar vs. Overeem

 

O primeiro round se inicia, Lesnar tenta encaixar low-kicks e  jabs com sua esquerda enquanto Alistair se movimenta bem e tenta um cruzado com sua direita. Lesnar retribui também com um cruzado e um direto de esquerda, ao vento.

Ambos estão cautelosos e Lesnar tenta sua primeira queda, frustrante.

Alistair parece esperar o melhor momento para atacar. Lesnar com seus golpes já deixa o supercílio do holandês sangrando, mas não parece o abalar.

Uau, Alistair Overeem tenta sua primeira manobra ofensiva, pressionando Lesnar nas grades buscando encaixar duas joelhadas, aparentemente bem sucedidas, onde o contra-ataque de Lesnar não abalou.

O holandês consegue mais joelhadas, um upper, e outra joelhada. Uma sequencia ótima  de golpes.

Em um dos golpes falhos de Alistair quase que Lesnar ganha uma queda, mas sem sucesso.

Voltam a trocar, Alister acerta outra joelhada, socos, e novamente uma joelhada em meia-altura que desestrutura o ogro Brock Lesnar, onde vai ao chão se defendendo dos socos de Alister, sem reação, obrigando o juiz a interromper a luta.

Um combate pouco previsível, mas ganhou quem apostou na falta de ritmo de Lesnar e em sua má estratégia de trocar com um campeão mundial de kickboxing, onde seu maior trunfo é seu wrestling, que quase não foi utilizado.

Conclui-se que teremos um bom combate pela frente entre Alistair Overeem e Cigano dos Santos, dois strikers de primeira e de quebra a desmistificação da lenda do wrestling Brock Lesnar que se aposenta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *