Por pouco: Jon Jones vence Alexander Gustafsson no UFC 165

Jon Jones fez a luta mais dura de sua carreira - (Photo by Jeff Bottari/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images)

O fenômeno meio-pesado Jon Jones, considerado o melhor peso por peso do planeta enfrentou no UFC 165 em 21 de setembro de 2013 o perigoso striker sueco Alexander Gustafsson pelo cinturão de uma das categorias mais concorridas do UFC.

A luta começou com Jon Jones buscando o recorde histórico de defesas de cinturão na categoria até então com seus números igualados ao ex-lutador do UFC e atualmente competidor do Bellator Tito Ortiz, com 5 defesas de título. Gustafsson no entanto, buscava o título que sonhou a vida toda em suas 15 vitoriosas lutas  de 16 feitas até então.

No primeiro round, Jon Jones e Gustafsson trocaram bons golpes com o sueco tomando maior iniciativa e fazendo o campeão sangrar, além de ser o primeiro lutador da história a derrubá-lo em uma queda.

Em seguida, Jones controlou muito bem a distância com pisões baixos, mas o sueco ia para cima até tomar um dedo do olho por parte do campeão. Ao se recompor a luta ficou nervosa com ambos trocando golpes e Jones aplicando sua cotovelada giratória. Para nós do MMA Space o sueco Alexander Gustafsson ganhou o primeiro round por 10 a 9.

No segundo round Jon Jones foi com tudo tentando se reestabilizar e dominar o sueco, fazendo tudo pra derrubar e acertar os golpes. Gustafsson não se deixa ser derrubado e consegue aplicar mais uma queda, após segurar a perna do campeão quando marcou o tempo de entrada de um chute. Os dois lutadores trocaram muitos chutes baixos no decorrer do combate.

O diferencial de Gustafsson é sem dúvida sua incrível movimentação oriunda do boxe. Até o meio do segundo round, o número de golpes trocados entre os atletas beiravam aos 40 para cada lado. Jon Jones não conseguiu derrubar Gustafsson nenhuma vez até o fim do assalto. O melhor golpe de Jones no round foi uma cotovelada a curta distância.

Baixe grátis o aplicativo do MMA Space para iPhone ou Android

No terceiro round as coisas continuaram similares e Alexander Gustafsson pontuou melhor acertando mais golpes, talvez não tão efetivos como os de Jones que começaram a o machucar. Até ai 29 a 28 para o sueco na nossa contagem.

Ao quarto assalto, Gustafsson acerta bons golpes no rosto do campeão que se sente em perigo e sangra bastante em seu olho direito. Em seguida, Gustafsson sofre com fortes cotoveladas de Jon Jones que começa a impor seu jogo com mais confiança. O rosto do sueco começa sangrar a partir daí. O  quarto round foi emocionante com muitas reviravoltas e superação de Jon Jones. Já não sei de mais nada. Eu daria esse round para o sueco, mas os últimos 15 segundos foram de Jones.  Agora para mim está empatado… 38 a 38.

Último round. Os dois atletas com o rosto muito bagoados e Gustafsson começa combinando bons golpes. Jon Jones volta com seus pisões para manter a distância e nenhum golpe do campeão fica sem resposta por parte do sueco.

Jon Jones tenta o superman punch e leva um golpe de encontro. Uma luta muito dura e disputada. Jon Jones volta a usar suas cotoveladas mais potentes mas o sueco ataca  mais. Jon Jones consegue sua primeira queda na luta mas não conseguiu segurar Gustafsson no chão e ao voltar o jogo em cima,  o campeão começa a chutar alto e vê o oponente sentindo seu golpes. Gustafsson parece muito cansado e machucado, mas ativo no combate até o fim. O último round foi dominado por Jon Jones.

Dessa maneira, Jon Jones venceu o combate por decisão unânime dos jurados e se tornou o maior meio-pesado da história do UFC com seis defesas de cinturão.

Ao fim da luta, Jones se pronunciou: “Essa luta foi chocante, não estou satisfeito com o que fiz”

Agora resta-nos saber se Glover Teixeira realmente será confirmado como o próximo oponente do americano.

Video alternativo

 

por Redação MMA Space / Hugo Bessa.

(Photo by Jeff Bottari/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images)