Lyoto Machida: Um exemplo para o MMA

Lyoto estrou nos pesos-médios contra Mark Muñoz.

Nós como fãs do MMA, vemos as provocações, os empurrões e coisas desse gênero como algo normal para a promoção das lutas. Porém, atletas como Lyoto Machida mostram uma nova face do esporte realmente digna das artes marciais.

Lyoto Machida nunca desrespeitou um oponente, provavelmente pela educação com base nos princípios do karatê desde o berço. Porém, em uma sociedade repleta de violência, agressividade e falta de bons modos, o que deveria ser comum torna-se banal.

Pronto para buscar o cinturão peso-médio do UFC, pertencente a Chris Weidman, no próximo sábado, Lyoto sobe no octógono do UFC não só com o peso de um país, mas com a responsabilidade de recuperar parte da essência marcial desse esporte.

Óbvio que o marketing quando bem feito, é ótimo até para quem assiste e para quem o compõe, mas para o equilibrio dessa balança entre o circo e o esporte, um atleta digno de ser tratado como artista marcial é fundamental para que toda essa essência não se perca em meio a desentendimentos vagos e empurrões desmotivados.

Uma rivalidade é boa não só no MMA, mas em todos os esportes. Mas vimos o quanto isso pode denegrir a imagem de uma modalidade no lamentável episódio do TUF Brasil 3 entre Chael Sonnen e Wanderlei Silva.

Lyoto pode não vender tanto pay per view, mas isso não tem nada a ver com seu modo de promoção. O marketing, assim como o esporte, tem suas vertentes. E sem propor a extinção das provocações e trash-talking, deve-se adaptar a cada circunstância para promover seus atletas. Mas óbvio, o jeito mais fácil é criando polêmicas. Não que isso seja ruim, mas o problema é quando o que importa é ‘somente isso’ para a sobrevivência e popularidade de um esporte.

Talvez o modelo praticado pelo UFC precise de reinventar para obter novos fãs através de novas estrelas.

Esperamos honestamente que Lyoto seja novamente campeão do UFC e recupere parte da dignidade do nosso país e desse esporte, que tem um imenso potencial de crescimento como modalidade e não só como espetáculo. Nem oito, nem oitenta…

por Redação MMA Space.
Foto: Jason Silva / MMA Space.

2 Comments

  1. Gustavo Silva

    04/07/2014 de 23:27

    existe outro atleta brasileiro disciplinado e que é exemplo no mma, na minha opinião, José Aldo. o foda é que mesmo o cara campeão absoluto, esse careca filho da puta insiste em queimá-lo…

  2. Tiago Rabello

    02/07/2014 de 20:15

    O Lyoto é um exemplo para o esporte!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>