Maio quente: As 3 lutas imperdíveis do mês

Foto: Donald Miralle/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images.

Após um bom mês de ação durante abril, com a realização de diversos eventos e disputas de cinturão, maio inicia com a promessa de ainda mais emoção. Serão realizados apenas dois show durante o período. O primeiro será em solo brasileiro, mais precisamente em Jaraguá do Sul, onde pela primeira vez a o UFC chegará ao sul do país. A Arena Jaraguá será a casa do UFC no Combate 2, atração que apresenta diversas lutas potencialmente interessantes envolvendo, obviamente, uma grande quantidade de competidores locais. Vitor Belfort, Ronaldo Jacaré, Rafael dos Anjos, Fabio Maldonado, Gleison Tibau e Francisco Massaranduba estarão entre os representantes do Brasil no dia 18 de maio.

O final de semana seguinte reunirá um dos candidatos a melhor card do ano em Las Vegas. Realizado durante o feriado em homenagem aos homens e mulheres que morreram em batalha pelo exército americano, Memorial Day, o UFC 160 redefinirá a dinâmica da categoria dos pesados. Cain Velasquez colocará em jogo seu cinturão contra Antônio Pezão, e Junior Cigano decidirá diante de Mark Hunt quem será o próximo candidato ao título da divisão. Diversos outros nomes de impacto possuem lutas marcadas para o dia 26 de maio como Glover Teixeira, Gray Maynard, Donald Cerrone e a promessa Khabib Nurmagomedov.

O site Bleacher Report fez uma seleção das lutas imperdíveis do mês, chamando a atenção para a qualidade dos combates em questão, assm como a importância dos desdobramentos de cada luta para suas respectivas categorias.

1) Junior Cigano X Mark Hunt – UFC 160

A história de Hunt no MMA é digna de uma produção cinematográfica. Derrotado em seu primeiro combate diante de Hidehiko Yoshida, no distante ano de 2004 ainda pelo Pride, conseguiu colocar a carreira nos trilhos ao vencer cinco lutas seguidas. Entre as vítimas do “Super Samoan” estavam Wanderlei Silva e Mirko Crocop, ambos no auge. Mas nova reviravolta registrou cinco derrotas em sequência, para nomes do mais alto nível: Josh Barnett, Emelianenko Fedor, Alistair Overeem, Gegard Mousasi e Melvin Manhoef. Sua estreia no UFC, diante de Sean McCorkle, somou seu sexto fracasso seguido e prontamente levantou dúvidas sobre um possível corte. Foi então que, para a surpresa geral, Hunt aniquilou seus últimos quatro adversários e, incrivelmente, esta a apenas uma vitória de disputar o cinturão.

Junior Cigano perdeu o título, e a invencibilidade, para Cain Velasquez no final de 2012 sofrendo uma verdadeira surra. Em busca de vingança, precisa passar pelo perigoso Hunt, possuidor de um dos socos mais devastadores do esporte. Com uma velocidade mais alta do que a maioria dos oponentes do peso, o brasileiro deverá ser cauteloso diante do poder do rival. Mesmo especialista em boxe, Cigano cogita desenvolver a disputa no solo, caso sinta necessidade. A grande questão é que diante de dois lutadores com poder de nocaute muito elevado, dificilmente os juízes laterais precisarão trabalhar para decidir quem foi o melhor.

2) Vitor Belfort X Luke Rockhold – UFC no Combate 2

Vitor Belfort voltou com força total aos holofotes ao deixar escapar uma brilhante tentativa de finalização diante de Jon Jones. Subindo aos meio-pesados especialmente para uma oportunidade contra “Bones”, retornou aos médios com um belo nocaute diante de Michael Bisping. Com suas tradicionais mãos rápidas e uma intensidade surpreendente para um lutador de 36 anos, o “Fenômeno” buscará escalar mais um degrau na categoria ao receber o último campeão do Strikeforce em seu novo emprego.

Luke Rockhold quer anunciar sua chegada ao UFC em grande estilo. Dana White não perdeu tempo e colocou o americano em um difícil teste contra um dos principais ícones da companhia e em território hostil. Do alto de seus 1,93 de altura e com a confiança em alta após nove vitórias consecutivas, Luke apimentou a disputa ao criticar o uso de TRT (Terapia de Reposição de Testosterona) pelo adversário e garantiu receber grande apoio por parte de brasileiros que não gostam de Belfort.

3) Ronaldo Jacaré X Costa Philippou – UFC no Combate 2

Jacaré criou um grande impacto durante sua passagem pelo Strikeforce. Campeão dos médios, acabou superado por Rockhold e viu seu reinado terminar em decisão unânime dos juízes. No UFC, diante de um ascendente Costa Philippou, o brasileiro precisa causar uma boa primeira impressão aos novos patrões para rapidamente se aproximar do topo da categoria. O problema é que seu adversário vive uma fase iluminada na carreira ao alcançar 5 vitórias em suas últimas aparições. Com mãos pesadas, responsáveis por seis de seus 12 triunfos, o cipriota é o atual sexto colocado do ranking do UFC, superando Jacaré em duas posições. Em caso de problemas na trocação, Ronaldo poderá explorar seu mundialmente famoso Jiu-Jitsu, utilizado em 13 de suas 17 vitórias no MMA.

Você concorda com a seleção das melhores lutas de maio? Acha que faltou alguma? Deixei seu comentário!

por Redação MMA Space / Rodrigo Peixoto.
Foto: Donald Miralle/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images.