UFC devolve cinturão dos meio-pesados para Daniel Cormier

Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images

Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images

Na noite da última quarta-feira (13), o UFC anunciou que o cinturão da divisão dos meio-pesados voltará para as mãos de Daniel Cormier. A derrota do então ex-campeão para Jon Jones, que aconteceu em julho, foi anulada e a destituição de “Bones” é uma consequência natural.

Daniel Cormier enfrentou Jon Jones no UFC 214 e acabou nocauteado no terceiro round. No entanto, o vencedor do duelo testou positivo para turinabol, substância utilizada para ganhar massa muscular, em exame realizado um dia antes do grande show. O lutador pediu a contraprova e o resultado foi o mesmo da primeira amostra. Com isso, a Comissão Atlética da Califórnia alterou o resultado da luta para No Contest (luta sem resultado).

Essa é a terceira vez que o Ultimate tira o cinturão de Jon Jones. Na primeira, em 2015, o agora ex-campeão foi preso após causar um acidente e fugir sem prestar socorro. Um ano depois, em 2016, o norte-americano conquistou o título interino da divisão, mas foi flagrado em exame antidoping com bloqueadores de estrogênio e pegou um ano de suspensão, o que resultou na segunda destituição.

Confira o comunicado oficial do UFC:

“O UFC foi informado nesta quarta-feira que o resultado da luta do UFC 214 entre Jon Jones e Daniel Cormier, em 29 de julho, foi revogado pela Comissão Atlética do Estado da Califórnia. A decisão muda a vitória de Jones para um “no contest” após uma possível violação da Política Antidopagem decorrente de uma amostra coletada após a pesagem de Jones em 28 de julho de 2017.

Como esta foi uma luta pelo título, Cormier será reintegrado como campeão dos pesos-meio-pesados do UFC.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *